Últimas Notícias

Festival de Software Livre ensina instalar Linux em Santo André

O Centro Público de Formação Profissional Valdemar Mattei, na Vila Pires, vai abrigar, neste sábado (16) a edição andreeense do FLISoL – Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre, o maior evento do continente latino- americano para a promoção e divulgação do Software Livre, que acontece desde 2005 simultaneamente em cidades de diversos países. O encontro começa às 10h com a instalação gratuita de Linux para todos que comparecerem com seu computador, e com oficinas de Software Livre para que a pessoa tenha conhecimento suficiente e saia do local utilizando o sistema.
Essa possibilidade de uso livre do software, ou seja, sem custo algum, é uma das principais vantagens do Software Livre em comparação com os software do mercado, em que até a atualização do programa é paga. “O Linux possibilita, ainda, que o usuário que tenha conhecimentos da programação do Software Livre, possa mexer no código fonte  e formatar o programa conforme as suas necessidades, para o uso que precisa, e depois  distribuir novamente o programa melhorado, gratuitamente”,  explicou  Raul Luiz,  coordenador pedagógico do Coletivo Digital,  ONG parceira da Prefeitura na realização dos cursos  na área de informática ( cursos profissionalizantes). Com isso, o conhecimento vai sendo compartilhado livremente para todos que tiverem interesse. “O Linux tem também a vantagem de poder rodar em qualquer tipo de máquina, sem necessidade de um mínimo de memória, como exigem os programas comerciais, e ainda oferece mais segurança pars os dados. Muitas empresas estão dando preferência para o Software Livre por esses motivos”, acrescentou.
Segundo a diretora do Departamento de Educação de Jovens e Adultos, Maria Auxiliadora Elias, a defesa e difusão do software livre vem ao encontro da política educacional implementada pela Secretaria de Educação, que prima por uma gestão democrática, com a democratização das informações, a construção de coletivos autônomos, e o acesso ao conhecimento científico, além da possibilidade da formação integral de trabalhadores, por meio do currículo integrado. “Nosso objetivo é  estimular  a construção de novos conhecimentos, o exercício da autonomia e do compartilhamento desses saberes. Reafirmando que o acesso ao conhecimento, à educação de qualidade social, é direito humano  e que, por meio dele, é possível aperfeiçoar a democracia do nosso país!”, acrescentou.
Debate – Entre os temas do debate que acontece às 15h estão a falta de privacidade do usuário da Internet , a importância de garantir os direitos definidos pelo Marco Civil, a lei que regulamenta o uso da Internet e a democratização da informação.  “Hoje em dia cada passo que damos na internet é registrado,  e as corporações passaram a ter mais informações sobre nós do que eles teriam direito”, advertiu Raul Luiz.
Ele acrescenta que a população precisa ficar atenta e se mobilizar para evitar alterações no Marco Civil da Internet, que vem sendo defendidas  e  podem vir a ser aprovadas.  “ Hoje quem  usa a Internet tem acesso liberado a todos os pacotes e serviços apenas usando uma conexão. Está em estudo a cobrança de taxas por serviços, por exemplo, se assistir vídeo, paga pelo uso deste aplicativo. Isto impactaria em maior gasto para o usuário e a possibilidade de direcionar o uso da rede para produtos e serviços específicos, beneficiando algumas corporações”, explicou.
Centro Público – O Centro Público de Formação Profissional de Tecnologia de Informação em Software Livre Valdemar Mattei, que atualmente fica na Vila Pires, atua, ao longo dos seus doze anos, no ensino e difusão da Tecnologia em Software Livre, formando profissionais. O espaço, que até o ano passado estava localizado no bairro Casa Branca, próximo ao Centro, agora está localizado em novo endereço graças a mobilização dos munícipes no OP – Orçamento Participativo de 2013. Neste novo espaço, além dos cursos da EJA FIC (Educação de Jovens e Adultos com Formação Integral Continuada) que associam a formação profissional com a elevação de escolaridade, ocorrem cursos profissionalizantes na área da informática, como Web Designer e Comunicação Visual.
Programação 
Das 10h às 14h
Instalação do programa GNU Linux e oficinas
Às 15h
Debate sobre Vigilantismo na Rede, Marco Civil da Internet e Democratização da Comunicação com:
  • Béa Tibiriçá, diretora da ONG Coletivo Digital, que trabalha pela inclusão digital;
  • Veridiana Alimont, advogada e pesquisadora do IDEC (Instituto de Defesa do Consumidor) na área de telecomunicações e internet e membro da ONG Intervozes;
  • Rodolfo Avelino, com 20 anos de experiência na área de tecnologia da informação, com atuação dentro da ONG Actantes e
  • Larisssa Gould, representante do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé.
SERVIÇO
FLISol 2016 em Santo André
Quando: Sábado (16) Horário: Das 10 às 17h Local: CPFP Valdemar Mattei
Rua Kasato Maru, s/n – Vila Pires

Nenhum comentário