ARM lança ferramenta para programar Linux em seus chips


A ARM anunciou um ambiente de desenvolvimento epecialmente feito para programar sistemas GNU/Linux que rodem em seus processadores. O ARM Development Studio 5 (ARM DS-5) visa diretamente a programação de Linux, em especial o Android, nos processadores que atualmente monopolizam o mercado de celulares, tablets e demais dispositivos móveis.
O principal uso desta ferramenta não deve ser em aplicativos como os do Android Market e similares, mas sim em software mais básico do sistema, como o próprio kernel do Linux e nos drivers. Para isto, ela permite o acompanhamento detalhado das diferentes threads e dos módulos ativos no sistema operacional, facilitando a vida d e quem programa para ARM.
Como a ARM não fabrica processadores, mas somente vende projetos básicos que outras empresas adquirem para construir suas próprias versões, a ferramenta vem com suporte a modelos específicos de várias empresas, como a Texas Instruments, Freescale (subsidiária da Motorola) e Marvell. Ausência notável é a nVidia, cujo modelo Tegra tem sido recebido com entusiamo por empresas que produzem tablets e netbooks. Isto não impede o uso do programa nos desenvolvedores Tegra, mas ajustes específicos para o chip terão que ser feitos pelo programador, em vez de virem prontos de fábrica.
O DS-5 está disponível para Windows e GNU/Linux, e uma versão gratuita de testes pode ser baixada pelo atalho bit.ly/empH60. Os preços estão disponíveis somente por cotação direto com o fornecedor, que pode ser feita pelo site.

Veja mais no Terra Tecnologia

Comentários

Mais vistas da semana

Busca do Google para Android agora encontra dados "escondidos" em apps

Google libera para desenvolvedores nova ferramenta de linguagem natural

LibreCAD uma alternativa CAD 2D livre

Líderes mostram porque os dados são o novo petróleo

IBM investirá US$ 1 bilhão no software Linux