Últimas Notícias

Botnet "Aidra" Ameaça Usuários Linux

A fornecedora de soluções de segurança Eset  detectou uma nova ameaça mundial de botnet (rede de computadores zumbi controlado pelo cibercriminoso para ter acesso ao equipamento infectado de forma remota), conhecido como Aidra, que já atacou mais de 11 mil equipamentos baseados em Linux.
Em comunicado encaminhado à imprensa, a companhia informou que o objetivo do malware é atacar smartphones, tablets, câmeras de vigilância IP, roteadores domésticos, sistemas de voz sobre IP, além de qualquer terminal que utilize a plataforma open source.
“Apesar de não estar clara ainda a motivação para a criação da Aidra, o que se sabe é que ele pode ser utilizado pelos cibercriminosos para realizar grandes ataques virtuais”, explicou por meio de nota Camillo Di Jorge, country manager da companhia no Brasil.
A Aidra invade o equipamento por meio de um ataque massivo, no qual tenta, de modo sucessivo, várias combinações-chaves até encontrar uma forma de acessar os equipamentos. Uma vez que consegue invadir o aparelho, infecta o sistema operacional e transforma o terminal em um dispositivo zumbi – que pode ser controlado pelo cibercriminoso.
Em relação aos cuidados para não ser vítima da Aidra, a Eset informa que a melhor forma é evitar o uso de senhas facilmente identificáveis ou que sejam fornecidas pelo fabricante.

Nenhum comentário