IBM firma parcerias para levar computação cognitiva para dentro de nossas casas


Companhia anunciou que trabalhará com Panasonic e Whirpool para acrescentar capacidades do Watson aos produtos das empresas parceiras

Não contente em ajudar na busca pela cura do câncer e ganhar o jogo Jeopardy, o sistema de computação cognitiva da IBM quer estar dentro de nossas cabeças e nossas casas, "sussurrando" instruções em óculos sem fio e nos ajudando a lavar a roupa.

Essa a mensagem que a chefe global do Watson IoT da IBM, Harriet Green, deu em palestra na IFA em Berlim. 

A IBM trabalhará com a fabricante de eletrodomésticos Whirpool e a Panasonic, além da empresa de headphones sem fio Bragi e fabricante de eletrônicos Withings (comprada recentemente pela Nokia) para acrescentar as capacidades computacionais cognitivas do Watson aos seus produtos, anunciou a companhia. 

E em resumo, essas capacidades poderiam ajudar os dispositivos a conversarem um com os outros ou com seus próprios usuários. 

Por exemplo, uma máquina de lavar poderia dizer a secadora qual programa usar para as roupas que acabaram de ser lavadas ou dizer ao usuário quando comprar mais sabão. Técnicas de visão computacional poderiam ajudar câmeras de segurança a distinguir entre amigos e estranhos ou identificar atividades suspeitas. E processamento de linguagem natural e capacidades de texto-para-discurso poderiam permitir que fones de ouvido sem fio traduzissem ou lessem instruções de manuais quando as mãos estiverem ocupadas.

O Watson já está ativo no campo da saúde, identificando opções de tratamento para pacientes com câncer, mas a Nokia está buscando como poderia acrescentar novas capacidades aos dispositivos de monitoramento de saúde da Withings para ajudar a manter o controle de pessoas doentes ou idosos. 

O projeto é chamado de “Aging in Place”, algo como Envelhecer Bem, disse Cedric Hutchings, fundador da Withings e agora vice-presidente da divisão de saúde digital da Nokia. Ele demonstrará como tecnologias conectadas para a saúde podem ajudar a monitorar a saúde de pacientes em casa.

Fonte: IDGNOW!

Comentários

Mais vistas da semana

Busca do Google para Android agora encontra dados "escondidos" em apps

Google libera para desenvolvedores nova ferramenta de linguagem natural

LibreCAD uma alternativa CAD 2D livre

Líderes mostram porque os dados são o novo petróleo

IBM investirá US$ 1 bilhão no software Linux